11 de Maio de 2018 em Arbitragem, destaque, NOTÍCIAS

Preparação constante pela qualificação da arbitragem catarinense

O segmento da arbitragem é um dos principais pilares para a realização das quatorze competições de futebol organizadas pela Federação Catarinense de Futebol ao longo do calendário de 2018. Vislumbrando e investindo na qualificação da arbitragem catarinense, para organizar e conduzir todas as atividades direcionadas aos árbitros e assistentes, a Entidade criou em junho de 2017, já no primeiro ano da gestão do Presidente Rubens Renato Angelotti, o Departamento de Arbitragem, tendo à frente o Diretor Marco Antônio Martins.

O Departamento de Arbitragem da FCF colocou em prática uma metodologia de atividades constantes, especificada nos 37 itens do Calendário da Arbitragem Catarinense, para administrar aproximadamente 2.600 designações de árbitros(as) e assistentes para partidas oficiais. A série de eventos proporciona aos integrantes do quadro catarinense suporte em todas as áreas relacionadas à arbitragem: física, teórica, prática e psicológica. Para orientar a aplicação dos trabalhos, o Departamento de Arbitragem criou a Norma Catarinense de Arbitragem, uma cartilha para os membros do quadro catarinense de arbitragem.

Entre novembro de 2017 e junho de 2018 foram realizados 25 eventos, entre a Pré-temporada do Catarinense Série A 2018, no mês de janeiro em Blumenau, que teve atividades teóricas e práticas preparatórias especificamente para a competição; as baterias de avaliações físicas qualificadoras; as reuniões técnicas específicas sobre as atuações no Catarinense 2018 e os treinamentos para utilização da tecnologia do Árbitro de Vídeo (VAR). Ainda em 2018 serão realizadas também as pré-temporadas para o Catarinense Série B e Série C, conforme o Calendário da Arbitragem Catarinense.
– VEJA O CALENDÁRIO COMPLETO DA ARBITRAGEM CATARINENSE


Para que as equipes de arbitragem evoluam em sincronia, assim como os analistas de campo, o Departamento de Arbitragem promoveu e segue promovendo inúmeras palestras para árbitros, assistentes e analistas. As palestras e atividades teóricas tem como foco principal a aplicação da Regra 11 – O Impedimento e da Regra 12 – Faltas e Incorreções. Uma das principais ferramentas de analise é a aplicação dos vídeo testes, exibidos à exaustão com dinâmicas de interação com o grupo, sempre destacando lances de difícil interpretação.

Integradores regionais, Ouvidoria e Corregedoria
O Departamento de Arbitragem segue diretamente subordinado à Presidência da Entidade e reestruturou a arbitragem catarinense criando e gerenciando outros três setores: a Comissão de Arbitragem, a Coordenação de Assessores de Arbitragem e os Integradores Regionais.

A Coordenação de Assessores de Arbitragem é responsável por indicar e orientar os quinze(15) assessores, responsáveis pela avaliação das equipes de arbitragem nos jogos de todas as categorias. Já os Integradores Regionais são responsáveis por indicar os árbitros e assistentes capacitados para atuar à Comissão de Arbitragem, que por sua vez é responsável pela designação das equipes de arbitragem para os jogos.

Outra importante iniciativa do Departamento de Arbitragem foi a criação de canais diretos de comunicação com clubes e membros do quadro de arbitragem. A Ouvidoria da Arbitragem é um órgão exclusivo e oficial da Federação Catarinense de Futebol para apurar possíveis erros, receber denúncias, bem como as reclamações dos clubes. Também através da Ouvidoria é estabelecido o contato direto da Comissão de Arbitragem com os árbitros(as) e assistentes do quadro para qualquer suporte e ou avaliação específica. Já a Corregedoria é o órgão responsável pelo recebimento das denúncias de desviou de conduta e situações envolvendo árbitros(as) e assistentes extracampo.

Níveis de qualificação
O Departamento de Arbitragem também estabeleceu a segmentação do quadro de árbitros em três categorias por qualificação: FCF 1, FCF 2 e FCF 3. A segmentação tem como objetivo colocar em prática a evolução gradativa dos árbitros, bem como o aproveitamento em competições.

Tecnologia
Em sintonia com a evolução dos recursos tecnológicos aprovados pela International Football Association Board (IFAB), a Federação Catarinense de Futebol, em parceria com os clubes finalistas e a SC Clubes, utilizou o Árbitro de Vídeo(VAR) na partida final do Catarinense SICOOB 2018.

Atenta aos recursos tecnológicos e ciente da necessidade de investimento nesses recursos para a qualificação da arbitragem, a FCF mantém e disponibiliza rádios comunicadores, idênticos aos utilizados em competições da Confederação Brasileira de Futebol, para viabilizar a comunicação direta entre a equipe de arbitragem e melhor aproveitamento de acertos nas tomadas de decisões.

Ações em andamento
Atualmente o Departamento de Arbitragem executa o Ciclo de Palestras de Atualização das Regras de Futebol. O ciclo de palestras instrutivas e atividades práticas é direcionado aos árbitros e assistentes que participam de competições das categorias de base organizadas pela FCF e também nas competições não profissionais organizadas pelas Ligas Não Profissionais. O Departamento de Arbitragem dividiu o Estado em quatro regiões polo para receber o ciclo, as regiões da Grande Florianópolis e Sul já receberam o ciclo, restam os polos 3 e 4, Regiões Oeste, Meio Oeste, Planalto, Vale do Itajaí e Norte.

Share "Preparação constante pela qualificação da arbitragem catarinense" via

23 d Maio d 2018

Arbitragem feminina na final do Catarinense Juvenil Série B

Mantendo a política de incentivo e formação de árbitras e assistentes para o quadro feminino, a Comissão de Arbitra

23 d Maio d 2018

Integrantes catarinenses do quadro nacional recebem material 2018

O grupo de elite da arbitragem catarinense que integra também o quadro de arbitragem da Confederação Brasileira de Fu

21 d Maio d 2018

Ciclo de Palestras de Atualização das Regras de Futebol passa pelo Oeste Catarinense

Prosseguindo com o Ciclo de Palestras de Atualização das Regras de Futebol idealizado pela Comissão de Arbitragem(CA-

Sites Oficiais

Patrocínios